Restaurantes

Prato na mesa, contenção no bolso

Seis lugares onde fazer refeições à la carte completas por menos de 50 reais

Por: Redação Veja Brasília - Atualizado em

Bali

No salão deste javanês, vitrais coloridos remetem às paisagens da Indonésia, país de origem da chef Suhely Lim Chew. Especialista na cozinha das ilhas de Java e Bali, ela prepara como entrada o mandiopã de camarão (R$ 12,00) e, de prato principal, o clássico rendang, cozido de alcatra temperado com alho, cebola, gengibre, erva-doce, leite de coco, açafrão, capim-santo, coentro em grão e cebolinha (R$ 39,00, para dois). Pelo mesmo preço, vai à mesa o frango à moda javanesa, refogado de peito com manga e algas ao molho shoyu. Acompanha bem o chá de jasmim (R$ 9,50 o bule de 750 mililitros).

confraria chico mineiro
A concorrida feijoada da Confraria Chico Mineiro (Foto: Veja Brasília)

Confraria Chico Mineiro

A chef e proprietária Megume Suda elabora cada receita como se fosse para a sua família. Para fugir do desperdício de ingredientes, produz menu enxuto e alterado diariamente com clássicos brasileiros. Valem como exemplo a concorrida feijoada (R$ 37,00), servida às sextas e aos sábados (convém reservar), e o bife à cavalo, acompanhado de arroz, feijão e salada verde (R$ 26,00). Pelo mesmo preço, o filé à oswaldo aranha vai à mesa escoltado por alho frito, arroz, feijão-preto, batata chips e salada. Ao custo de R$ 11,00, a unidade do espetinho (de carne ou de frango) tem como guarnição farofa e vinagrete.

Cozinha Sorbê

Rita Medeiros e a filha Anita fazem uma comidinha bem trivial nos almoços de segunda a sexta. Com uma única opção diária, o cliente pode encontrar picadinho com arroz, banana frita, salada e farofa ou um filé de peixe com arroz, salada e legumes salteados. O preço é fixo em R$ 18,00. O minimalismo no cardápio tem razão de ser. A principal atividade da dupla é a sorveteria. Portanto, na hora da sobremesa, desperte o poder de decisão e escolha entre os 24 sabores dispostos nas cubas. Baru, pequi, cagaita, araticum, bacuri e jatobá estão entre as opções. Custa R$ 8,00 a bola.

Peixe na Rede.
Tilápia ao molho de camarão, do Peixe na Rede (Foto: Michael Melo)

Peixe na Rede

Na fazenda mantida em Cristalina (GO), o casal Leonel e Maria Luiza da Mata cria as tilápias que fazem do Peixe na Rede um dos restaurantes mais bem-sucedidos de Brasília. Tudo começou com uma pequena loja de congelados, há dez anos, na 308 Norte. O negócio esquentou e virou restaurante já em 2007. Logo depois vieram as franquias, somando onze endereços, do Lago Norte a Águas Claras. No ano que vem, Maria Luiza pretende chegar a Taguatinga. Com o aumento do número de casas, a produção própria de peixes não consegue abastecer toda a rede — responde por apenas 20% da demanda hoje em dia. A tilápia, afinal, é a matéria-prima responsável por quase todo o cardápio. De entrada, ela pode ir à mesa como bolinho frito (R$ 21,00 a porção) ou em formato de quibe (R$ 5,80 a unidade). Entre os pratos principais, Maria Luiza desenvolveu mais de quarenta receitas com o pescado, entre elas, sua versão própria do estrogonofe (R$ 28,40) e um filé ao molho de camarão (R$ 33,90).

MMM_7960
Cordeiro desfiado com amêndoa, do Sadik (Foto: Michael Melo)

Sadik

Este endereço é prova de que comida boa não precisa ser cara. Situado entre movimentados bares e pontos de cozinha rápida do Sudoeste, o Sadik se mantém no enxuto grupo de restaurantes à la carte da região. Os preparos artesanais com tempero de família dos irmãos Yeissr e Ousseima Imad se destacam, sobretudo, pela complexidade de aromas do cordeiro desfiado com amêndoa. Ele pode ser solicitado na versão executiva, guarnecido de tabule, arroz com lentilha e babaganuche (R$ 24,90) ou na tradicional (R$ 39,50 para dois, somente no jantar). Durante o dia, o prato aparece no bufê de comida árabe (R$ 52,90 o quilo de segunda a sexta e R$ 59,90, aos sábados e domingos).

Feijoada, prato do _Tia Zélia_, restaurante de culinária nordestina
Feijoada completa no nordestino Tia Zélia (Foto: Jair Magri)

Tia Zélia

Funcionando como extensão da casa de Maria de Jesus da Costa, a popular Tia Zélia, este restaurante se tornou famoso por ser um dos endereços favoritos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na capital federal. A cada dia, as cozinheiras do restaurante servem três opções de prato no cardápio de sotaque brasileiro, que pode incluir javali assado, arroz de pato, bife a cavalo, carne-seca com abóbora e muitos outros. Há alguns pratos fixos: costela com mandioca, bife acebolado e frango com quiabo às segundas, feijoada e pernil de panela às sextas. Todas as opções acompanham arroz, feijão e salada por apenas R$ 28,00, por pessoa. Vale pedir ainda, como sobremesa, o pudim de leite caseiro (R$ 3,50 a fatia).

Fonte: VEJA BRASÍLIA